“Nossos jogos 1st party devem ir além dos limites” diz Phil Spencer

Em visita à Europa para visitar a Rare (Reino Unido) e a Mojang (Suécia) Phil Spencer aproveitou para dar uma entrevista ao UK News Centre, um canal de notícias da própria Microsoft.

Phil comentou da importância que vê dos jogos 1st party em arriscarem, inovarem e demonstrarem como a plataforma deve ser usada. Não falando apenas em jogos com mecânicas inovadoras, mas também como eles podem criar diferenciais para o Xbox como o programa Play Anywhere e futuramente o Game Pass, ou até mesmo Minecraft que está encaminhando para ser completamente cross playable com todas as plataformas que o jogo está disponível.

Esse desejo de se diferenciar já pode ser vista na lineup 1st party que a Microsoft pretende lançar esse ano. Crackdown 3 utilizando a nuvem para cálculos físicos de destruição, State of Decay 2 levando o gameplay simulado de zumbis e sobreviventes para um modo cooperativo online, Sea of Thieves introduzindo PVP em larga escala nos jogos no estilo, ou a interface intuitiva e com poucos elementos de HUD, e até mesmo o finado Scalebound trazendo uma campanha cooperativa em um jogo open world com RPG de ação já são exemplos de como a Microsoft está pretendendo que seus jogos tentem recursos que ninguém está fazendo no momento.

Phil comenta que está orgulhoso do que a Microsoft já está criando e suportando, e que o Xbox é uma divisão muito excitante para se estar nesse momento, porque os times estão muito inspirados, mas acredita que ainda há potencial para os jogos 1st party da Microsoft irem ainda além e causarem uma perturbação no mercado similar ao efeito causado pela linha Surface.

Um outro exemplo aonde a Microsoft está tentando inovar é no desenvolvimento baseado em feedback da comunidade, como visto em Sea of Thieves. Assim como a própria MS já fez no Xbox ou até mesmo no Windows 10, a Rare criou um programa de Insiders, que tem a possibilidade de testar e opinar sobre o jogo antes mesmo do jogo ser lançado.

Para se inscrever no programa de Insider para Sea of Thieves, clique na imagem

A Microsoft já está ouvindo a comunidade para trazer features e direcionar o Xbox praticamente desde que passaram pelo desastroso reveal do Xbox One. Os recursos adicionados recentemente como retrocompatibilidade, clubes e procurando por grupos foram algumas das sugestões mais pedidas que a Microsoft recebeu segundo Spencer, e a MS vai continuar ouvindo e entregando as idéias mais pedidas.

Phil ainda comenta que está ansioso pela E3, onde terá a oportunidade de mostrar um pouco do que a Microsoft está preparando, além de mostrar como os jogos ficarão no Project Scorpio, que ele garante, passará a ter a melhor versão de todos os jogos, em se tratando de consoles, claro.

Para ler a entrevista em inglês clique AQUI